ENFISÊMA


[espanhol] [portugués] [informação alfa-1] [boletim informativo] [donativos]

[informate] [grupos de apoio] [links] [deteção e registo] [ponto de encontro] [referencias] [list]

[temas de interesse] [novo] [contácta-nos]


INFORMAÇÃO ALFA-1  

 

FONTE: Associação Americana do Pulmão

 www.lungusa.org

ENFISEMAQUE É A ENFISÊMA?

A enfisêma é um transtorno em que as estruturas dos pulmões conhecidas como alvêolos ou sacos aéreos hincham-se de maneira excessiva. Este hinchamento excessivo interfere na destrução das paredes alveolares, o que causa uma diminuição da função respiratória (a maneira de como funcionam os pulmões) e, a míudo, falta de ar. Os síntomas precoces da enfisêma incluiem falta de ar e tosse.

CAUSAS DA ENFISÊMA

A investigação científica demonstrou que os pulmões têm um notável equilíbrio entre duas classes de agentes químicos com efeitos opostos. O desequilibrio desses agentes químicos causa uma destrução das fibras elásticas que permitem a contração e a expansão dos pulmões. Isto é o que ocorre com a enfisêma.

Este desequilibrio químico ocorre por diversos motivos. O fumar é responsável de 82 por cento das mortes causadas pela doença pulmonar obstrutiva crônica, incluindo a enfisêma.

Estima-se que entre 50,000 e 100,000 estado-unidenses atualmente vivos nasceram com uma deficiência de uma proteína conhecida como alfa-1 antitripsina (AAT), que pode conduzir a um tipo de enfisêma hereditária chamada enfisêma relacionada com a Deficiência da Alfa-1 Antitripsina (Alfa-1).

COMO SE CONTRAI A ENFISÊMA?

A enfisêma começa com a destrução dos sacos aéreos (alvêolos) nos pulmões, nos casos que o oxigênio do ar se intercambia pelo pelo óxido de carbono no sangue. As paredes dos sacos aéreos são delgadas e frágeis. O dano aos sacos aéreos é irreversível e torna-se em “cubículos” permanentes nos tecidos da parte inferior dos pulmões.

Á medida em que os sacos se vão destruindo, os pulmões vão perdendo a capacidade de transferir oxigênio ao torrente sanguíneo, causando falta de ar. Os pulmões também perdem a sua elasticidade. E ao paciente custa-lhe muito trabalho exalar.

A enfisêma não aparece de maneira repentina, senão muito gradualmente. Em geral, a enfisêma está precedida por anos de exposição á irritação de fumo do cigarro.

Inicialmente, é possivel que uma pessoa vá ao médico porque tenha começado a sentir que lhe falta o ar quando está ativa ou faz exercício físico. Á medida que a doença progressa, uma caminhada curta pode ser sufeciente para que ao paciente lhe custe respirar. Algumas pessoas que têm bronquite crônica antes de ter enfisêma.

TRATAMENTO DA ENFISÊMA

Os médicos podem ajudar ás pessoas com enfisêma a viver com maior comodidade com a sua doença. O objetivo do tratamento é aliviar os síntomas e prevenir o pioramento da doença com um mínimo de efeitos segundários. O assessoramento e o tratamento do médico podem incluir:

  • Deixar de fumar: o fator mais importante para manter os pulmões sãos.

  • Fármacos broncodilatadores (fármacos de venda baixo receita médica que relaxam e abrem as pasagens de ar nos pulmões): podem ser receitados para tratar a enfisêma se houver uma tendência para a contração das vias aéreas. Estes fármacos podem-se inalar ou tomar pela boca.

  • Antibióticos: se tem uma infecção bacteriana, como a pneumonía pneumocócica.

  • Exercícios: incluindo exercícios de respiração para fortalecer os músculos que se empregam na respiração como parte de um programa de reabilitação pulmonar para melhorar o estado físico do resto do corpo.

  • Tratamento com terapia de substituição/substitutiva alfa-1 antitripsina (AAT): recomendado só se o paciente tem enfisêma relacionada com uma deficiência da proteína AAT. Esta terapia não se recomenda para as pessoas que padecem de enfisêma por fumar cigarros ou outros fatores ambientais.

  • Transplante de pulmão: As informações recentes são provisórias.

  • A cirurgía de redução do pulmão é uma nova modificação de uma intervenção cirúrgica na que se extirpam as partes mais afetadas do pulmão, para permitir que o pulmão e os músculos respiratórios restantes funcionem melhor. Até agora, os estudos são provisórios. Pelo momento, a experiência é limitada.

INVESTIGAÇÃO SOBRE A ENFISÊMA

Segue-se fazendo investigação para encontrar respostas a muitas perguntas sobre a enfisêma, especialmente sobre as melhores maneiras de prevenir a doença.

Os investigadores sabem que deixar de fumar pode prevenir que ocorra a enfisêma e retardar o progresso da doença. Outros contróis ambientais também podem ajudar a prevenir a enfisêma.

Se uma pessoa tem enfisêma, o médico tenta prevenir que a doença piore mantendo ao paciente são e libre de infecções. O paciente pode participar neste esforço preventivo seguindo as seguintes pautas gerais para conservar a saúde:

A enfisêma é uma doença grave. Dana os pulmões e pode danar o coração. Veja o seu médico ao primeiro signo de síntomas.

NÃO FUME. A maioria dos que contraiem enfisêma são fumadores. Se segue fumando, a sua enfisêma piorará, especialmente se tem uma deficiência de AAT, o tipo de enfisêma heriditária. No caso das pessoas com Alfa-1 o fumar é o principal fator de risco para o desenvolvimento de enfisêma a idades tão cedo como os 30-40 anos de idade e reduz significativamente a esperança de vida uns 20 anos. Nos afetados de Alfa-1, a medida mais importante para preservar a qualidade de vida e a função pulmonar é deixar de fumar. Os portadores de genes deficientes severos que são fumadores também têm um maior risco que a povoação geral de desenvolver enfisêma.

Mantenha os hábitos generais de boa saúde, que incluiem uma boa nutrição, sufeciente sono e exercício físico para incrementar a energía e a resistência ás infecções.

Reduza sua exposição á contaminação do ar, que pode piorar os síntomas da enfisêma. Preste atenção ás informações sobre a qualidade do ar, que são parte das informações meteorológicas da rádio, televisão ou jornais locais. Nos dias em que o vivel de ozônio ou seja, o nivel de contaminação não seja saudável, realize a sua atividade física pela manhã cedo ou pela noite. Quando os níveis de contaminação sejam perigosos, não saia á rua e trate de permanecer o mais cómodo possivel.

Consulte com o seu médico ao princípio de um resfríado ou de uma infecção das vias respiratórias, porque as infecções podem piorar os síntomas da enfisêma. Pergunte ao profissional da saúde se deve de ser vacinado contra a gripe e a pneumonía pneumocócica.

boton_inicio_pagina.jpg (2253 bytes)


Última revisión en 05/06/2012


[espanhol] [portugués] [informação alfa-1] 

[boletim informativo] [donativos] [informate] [grupos de apoio] [links]

[deteção e registo] [ponto de encontro] [referencias] [site] [temas de interesse]

 [novo] [contácta-nos]


A informação apresentada na página web não deve ser um substituto da recomendação

 ou tratamento médico. A Fundação recomenda que consulte com

 o seu médico ou profissional da saúde. 

Traduzido por: Amadeu José Ferreira Monteiro

Tel. (34) 933-574-724

E-mail: amadeujfmonteiro@hotmail.com


Esta página é administrada pela Fundação Alfa-1 de Porto Rico.

Fundação Alfa-1 de Porto Rico

PMB 318, 2000 Carr. 8177, Suite 26

Guaynabo, Puerto Rico (USA) 00966-3762

Tel. 787-647-7073

E-mail: info@alfa1.org